Olha eu aqui em mais um dia na maior insônia, com a ansiedade grau 10 (risos). Mas detalhe, nesse tempo maravilhoso de meia 7/8, óculos de grau e um cappuccino do lado. Não tem combinação melhor pra mim. Pensei: "ué porque eu nunca falei dessa belezura no blog? Sim, da meia 7/8.
Liga não genteeee, a doida aqui já fez tantos posts ao longo desses anos todos de blog e depois da reforminha do layout apaguei vários deles. Porque eu sou assim, um dia acordo amando noutro quero excluir tudo. Geminiana né!!!

Para facilitar a identificação da meia 7/8.
Mas vamos lá, percebo que a meia 7/8 muitas meninas amam, mas tem medo de usa-las por não ser tão comum na região em que moram ou até mesmo no Brasil né. Sei que muitas regiões aqui no Brasil que são naturalmente mais frias, a mulherada usa sim. Mas repare que não é um item comum para a brasileira. Ué mas por que? Já fiz um post aqui falando sobre Seamed Tights (que são aquelas meia-calça com o famoso risco na parte de trás da perna), e lá citei toda a história da meia-calça e seu surgimento.

Mas falando especificamente da meia 7/8, que até 1930 era usada apenas para proteger-se do frio, mas quando as bainhas começaram a “subir”, ela foi se tornando um símbolo de sensualidade.

Com a revolução causada pelo surgimento do Nylon em 1940, as meias 7/8 ficaram mais confortáveis e bonitas, tornando-se um sucesso absoluto de vendas. Só nos Estados Unidos, no primeiro dia, foram vendidos 72 mil pares. No primeiro ano, foram 64 milhões de pares vendidos, o que veio a causar um colapso no mercado da seda japonesa.

Engana-se quem acha que hoje só se usa no momento íntimo com o namorado (risos), existem ainda diversos tipos com materiais diferentes da famosa meia que vem junto a lingerie. E para inspirar, abaixo selecionei algumas composições com um ar retrô, digo com um ar retrô pois há claramente um mix com referências atuais, porém para mim são composições incríveis, borá lá? confira:




Depois desses looks inspiradores, você ainda vai se privar de usar? Se joga ♥



0 comentários :

Postar um comentário